DR - Assessoria Empresarial

Imposto de Renda 2018: Declaração, Tabela de Alíquotas e Restituição

Antes de mais nada, devemos lembrar a você, contribuinte, que deixar a declaração do seu Imposto de Renda 2018 para última hora é uma péssima ideia.

Normalmente há um congestionamento no site causado pelos retardatários e esse impasse poderá tornar sua declaração muito mais difícil. Sem falar que a declaração que não é realizada dentro do prazo estipulado pela Receita Federal, poderá gerar multas.

Sendo assim, se planeje com antecedência! Saiba tudo o que você precisa para não ter grandes problemas com a declaração do Imposto de Renda 2018.

Segundo as regras, o cidadão deverá contribuir anualmente de acordo com o seu ganho mensal, ou seja, quanto maior for a sua renda, mais você precisará contribuir.

Em 2018 são estimados cerca de 30 milhões de contribuintes ao imposto de renda.

Caso o cidadão opte por não declarar o seu Imposto de Renda 2018, poderá ter sérios problemas com a Receita Federal. Isso por que a sonegação de imposto é crime!

Quem precisa declarar o Imposto de Renda 2018?

Apesar de ser obrigatório, grande parte dos cidadãos brasileiros são isentos ao valor da declaração do Imposto de Renda. Isso por que apenas os cidadãos que detém uma renda mais abastada precisam declarar.

Confira agora quais são os requisitos para precisar declarar ou não o Imposto de Renda 2018, lembrando que o ano base para esta declaração é 2017:

• Pessoas físicas que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.123,91 durante o ano base (o ano de 2017);
• Pessoas que tem rendimentos isentos, não-tributáveis, cuja soma seja maior que R$ 40 mil no ano de 2017;
• Cidadãos tiverem a posse de bens, inclusive terrenos, de valor total maior que R$ 300 mil;
• Trabalhadores que arrecadaram, em 2017, um valor superior a R$ 140.619,55 proveniente de atividade rural;
• Quem obteve um ganho de posses na transferência de bens ou direitos ou efetuaram operações em bolsas de valores estrangeiras, artigos ou assemelhados.

Restituição imposto de renda 2018

Esse valor é pago pela Receita Federal aos contribuintes que fizeram a declaração com valor a mais e que já estão em dia com o imposto, a restituição imposto de renda é paga em sete lotes entre os meses de junho a dezembro.

Ocorre alguns casos de que o contribuinte não tem direito a receber essa restituição pois com os descontos cobrem o valor e ficam livre do pagamento, mas existe casos que esse desconto não é suficiente para cobrir o valor que ficou devendo e ainda sim tenha que pagar o imposto.

Lembrando que:

• A ordem de pagamento fica entre os que declararam primeiro;
• Em seguida recebe idosos, pessoas com deficiência e doenças graves;
• O valor é pago na conta cadastrada ao fazer a declaração;
• A quantia é reajustada com base na taxa selic;
• Começa a ser paga em junho até dezembro, dividia em 7 lotes.

Para saber o valor e a data que você irá receber sua restituição é possível realizar a consulta no site da Receita Federal com alguns documentos.

Fonte: Receita Federal do Brasil

Voltar